Poesia: Verdade?

Poesia de Eduardo Linhares   Verdade?   Verdade, que verdade é essa? Não me apresentaste na tua festa. Não ouvi a música da tua orquestra. Não vi a tua hora, nem tua pressa. Corri para o destino, tentar encontrar e da verdade poder saborear e lá  a verdade não se hospedou então pra casa voltei e a solidão me consolou Verdade, será que tu és realmente verdadeira? Será que me enganas durante uma vida inteira? Será que andas às voltas vil e sorrateira? Será que a vida te esconde e... Leia mais →

Poesia: Busca

Poesia de Eduardo Linhares   BUSCA   Busca ser forte O homem que procura um norte Que não conta com a sorte Nutre na alma seu porte Busca ser alguém O homem que vai além Daquilo que na sociedade convém Sabe que na aparência não é ninguém Busca ser inteiro O homem que primeiro Tem coragem e se parte ao meio E no cerne do ser entende pra que veio Busca ser um todo O homem que reflete o universo E no reverso é unidade E na unidade é o... Leia mais →

Poesia: Amor maduro

Poesia de Eduardo Linhares   AMOR MADURO   Ah maturidade, tempo tão demorado pra quem é jovem E tão atrasado pra quem chega! É outra vida, mais tranquila, consciente, sábia, sobrevivente. O futuro perde um pouco da verdade Porque na verdade, a verdade é o presente. E o amor? Como é bom se encantar com os próprios sentimentos E o nível dos pensamentos Onde o amor é vivido sem choros e lamentos. Pouco o amor se confunde com a paixão e sua sombra chamada loucura Pelo contrário, amor é leve,... Leia mais →

Poesia: Tecendo a Vida

Poesia de Eduardo Linhares   Tecendo a vida   Na teia da vida onde tudo acontece, o destino avassala sem pressa e sem prece, na teia da vida onde tudo se aceita, a vida e a morte estão na mesma receita,   Na teia da vida onde tudo se acredita, há deuses e homens e da verdade se abdica, na teia da vida onde tudo floresce, o homem desbrava a natureza que cresce,   Na teia da vida onde a teia nos une, o universo se revela e o ego... Leia mais →

Posts mais recentes »

Back to top